sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Reunião de Heróis de Ricardo Formigo


Sinopse

Estes são tempos difíceis para os habitantes de Morlômbia!
Depois de meio século de guerra, o Rei Travis morre em batalha e é sucedido pelo seu primo Fallow, um tirano que apenas se preocupa com o poder, devastando tudo e todos em busca do que quer.
Annabelle, irmã de Travis, fica em perigo de vida e escapa da cidade de Madrasis rumo ao imponente Elmo do Martelo, uma fortaleza escondida nas montanhas, para proteger os Morlombos dos invasores Ingols.
Com a chegada iminente da guerra civil, cada um dos lados esforça-se por reunir aliados e conquistar a sua lealdade. Mas quem serão os heróis dispostos a lutar por cada um dos pretendentes ao trono de Morlômbia?

Opinião:

Este livro foi-me gentilmente enviado pelo escritor, que até escreveu uma das mais giras e simpáticas dedicatórias que tenho em livros, pelo que só posso estar agradecido, e não deixou de ser uma agradável surpresa. Nota-se que se inspira em George R. R. Martin, o que não deixa de ser interessante. 

Não sou um comentador especializado em livros, apenas um vulgar leitor, mas poderia apontar algumas falhas de construção de enredo ou aspetos que podiam ser melhorados, como por exemplo o vilão, que não me convenceu muito. Ainda assim é uma leitura agradável, repleta de ação e que se lê de forma rápida. 

Claro que é o primeiro livro de uma série e não deixa de ser um livro de introdução ao universo e às personagens, mas ainda assim o livro tem vários acontecimentos que tornam a leitura rápida e que se lê a bom ritmo. Também temos alguns mistérios, o que nos acaba por deixar curiosos com o que vem a seguir. 

Não houve uma personagem que me tivesse deixado satisfeito, mas acredito que possam ser melhor desenvolvidas no futuro e esse é um aspeto que me faz gostar dos livros. 

Não deixa de ser uma leitura agradável, em especial para quem goste de fantasia, nada como poder ajudar a divulgar escritores nacionais, espero que o autor continue a publicar mais livros neste universo, potencial não lhe falta.

terça-feira, 9 de agosto de 2016

O Herói das Eras - Livro II da saga "Nascida nas Brumas" de Brandon Sanderson



Sinopse

Quem é o Herói das Eras?



O mundo aproxima-se do fim, esmagado pela força imparável de Ruína. Vin, Elend e os companheiros procuram desesperadamente opor-se-lhe, mas nada do que fazem parece ter algum efeito ou, quando o tem, é o oposto do que pretendem. De que serve a mera alomância contra um deus?
Especialmente quando não parece haver nada além dela, pois até as misteriosas brumas, em tempos aliadas, parecem ter-se tornado malignas. Mas será que desistir é uma opção? Terá chegado o momento de baixar os braços e aceitar o fim de tudo o que se ama?
Num mundo sufocado pela cinza e abalado por erupções contínuas e violentas convulsões sociais que afetam até a sociedade pacífica dos kandra, são estes os dilemas com que os sobreviventes do velho bando de Kelsier vão ser confrontados neste derradeiro volume da saga.


Opinião:

Este livro encerrou de forma fantástica uma saga que acabou por me conquistar, pois se havia aspetos que estava a gostar menos, as pontas foram devidamente atadas e bem explicadas. Gostei muito. Não fica no meu top de livros de fantasia, mas desejo que se publiquem mais livros deste escritor, que já tinha a minha admiração por ser o escolhido para concluir uma das minhas sagas favoritas, A Roda do Tempo de Robert Jordan.

E se gostei muito como o enredo se desenvolveu, as personagens foram outra mais valia para o livro. Se por um lado cresceram imenso, num universo que esteve em constante mudança, por outro souberam adaptar-se e desempenhar bem o seu papel, o que nos deixa em constante suspense tal a intensidade de acontecimentos e mistérios que se vão revelando, sempre no intuito de encerrar de forma credível e bem conseguida o final da saga.

Quanto à escrita, revelou-se fluída, exibindo um constante clima de tensão. Gostei do universo de magia criado por Sanderson, que acaba por ser algo original, embora tenha encontrado aspetos que não tenha gostado tanto. Como já referi, muitos pormenores são posteriormente bem explicados, o que acaba por ser determinante para que o universo tenha consistência.

Resumindo , é um autor que fiquei a admirar. Quem goste de um bom universo de magia deve ler esta saga, pois vale bem a pena e tem a minha recomendação.

Posto isto, espero que não seja mais um escritor a ficar esquecido, como Robin Hobb, Raimond Feist, Scott Lynch, Dan Simmons, Richard Morgan, Frank Herbert e tantos outros.


Fraga da Pena - Arganil

Local mágico

Dos melhores mergulhos que já dei
Que bem soube este mergulho


Em boa companhia

Partilho aqui umas fotografias de um local que recomendo, Fraga da Pena, penso nem valer a pena comentar muito apenas referir que fica perto de outros locais que valem bem a pena conhecer, como o Piodão e Foz D'Égua.



quarta-feira, 27 de julho de 2016

Aniquilação de Jeff Vandermeer



Sinopse

Vencedor dos Prémios Nébula e Shirley Jackson de Melhor Romance de 2014 


Área X. Uma zona misteriosa e isolada do resto do mundo. Onde a natureza reclamou para si qualquer vestígio de civilização. Sucessivas expedições são enviadas para investigar o mistério que levou à sua contaminação, mas todas redundam em fracasso e os seus membros regressam meras sombras das pessoas que partiram.
Até que chega a vez da 12.ª expedição. Composta por quatro mulheres (antropóloga, topógrafa, psicóloga e bióloga), a sua missão é desvendar o enigma. Mas acontecimentos bizarros e formas de vida que ultrapassam o entendimento minam a confiança entre os membros da expedição. Nada é o que parece e o perigo espreita a cada esquina. Que novos horrores se escondem na Área X? Será a 12.ª expedição capaz de revelar todos os segredos… ou estará condenada à pior das tragédias?


Opinião:

Faz algum tempo que não lia um livro de FC, um género do qual já li vários livros e foi sem duvida uma agradável surpresa.

Este primeiro volume acaba mais por funcionar como introdução, quer do universo onde o enredo decorre, que foi muito bem desenvolvido, quer das personagens que foram cativantes à sua maneira, em especial a personagem principal, mas pode-se dizer que ao chegar ao final do livro, um ciclo fica devidamente encerrado e ficamos com muita curiosidade em saber o que se irá passar nos livros seguintes.

Embora não tenha um ritmo forte, não deixa de ser um livro bastante interessante, pelas reflexões que nos obriga a fazer, pela forma como a ação vai decorrendo e desvendando mistérios atrás de mistérios que nos vão deixando curiosos com o que virá a acontecer nas páginas seguintes.

Não queria estar aqui a desenvolver muito mais até para não efetuar nenhum spoiler, mas é um livro diferente do habitual, vamos para um local misterioso onde a nossa antropóloga é a narradora principal, que nos vai transmitindo muitos dos seus pensamentos, deixando-nos com uma sensação de constante medo e alerta e que nos acaba por fazer questionar sobre várias questões entre as quais o que leva estes membros a aceitar ir nesta expedição depois do que aconteceu nas anteriores ? Sobre o universo não há muitas respostas neste primeiro volume mas não deixa de ser uma leitura bem interessante.

Uma leitura que mesmo não me tendo enchido as medidas, vale muito a pena e que recomendo. Fico com muita vontade de saber o que está para vir nos livros seguintes, em especial o que estará por trás da misteriosa Área X.

terça-feira, 26 de julho de 2016

"Os Limites do encantamento" de Graham Joyce e "Aicha" de Marek Halter


Tentaram fazer-me o mesmo que fizeram à Mammy. Soltaram os cães. E, chegada ao ponto de contar o modo como isto foi feito, só pergunto o seguinte: porque foi que nós, os escolhidos, ficámos tanto tempo de boca calada? Porque dissimulámos a verdade? Porque preferimos andar de coração roído a correr o risco de contar tudo?


A história de uma jovem mulher, na Inglaterra de 1966: a filha adoptiva de uma feiticeira da região de Midlands, que ajuda as raparigas da aldeia a resolver os seus problemas. Será também ela bruxa? Mas onde acaba e começa a magia?




Há cerca de sessenta anos que me chamam Aïcha, Mãe dos Crentes. Sei que Allah, o Clemente e Misericordioso, não tardará a julgar a minha vida. 
Quis que ela fosse longa, bela e terrível. 
Quis que a minha memória fosse incomparável, a fim de a pôr ao serviço da Sua vontade e do Seu Enviado.» 

Este último volume mostra o aparecimento de um Islão conquistador, que afastou as mulheres, apesar da oposição de Muhammad e que conduziu à divisão entre sunitas e xiitas, que ainda hoje ensanguenta o mundo árabe e o Ocidente.

Dois livros que li recentemente e que vem confirmar o que já tinha dito,  a Editora Bizâncio publica livros com muita qualidade e que valem bem a pena ler. Estes dois escritores a par do Argelino Yasmina Kadra são os meus escritores preferidos da editora, não conseguindo eleger o meu favorito, são ambos muito bons.

No primeiro caso temos mais um brilhante livro do Joyce, com um enredo bem planeado, uma escrita que nos entusiasma e personagens cativantes em especial a personagem principal. Todo o livro foi muito cativante mas o final conseguiu comover-me, excelente mesmo.

No segundo caso é o culminar de uma trilogia do melhor que já li sobre o Islão, um escritor que me tem enchido as medidas, provando ser uma pessoa muito culta e que sem duvida quero ler muitos mais livros seus e são vários os que já tenho na calha.

Dois livros altamente recomendados, embora no primeiro caso penso ser já difícil de encontrar.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Livro ganho num passatempo



Viva,

De regresso de férias na Fuseta e logo com a informação que tinha ganho um passatempo, eu que raramente participo, embora reconheça que devia participar mais por respeito a quem os organiza. E logo um livro que queria muito (dai ter participado) será a minha próxima leitura :D

Finalmente vou poder concluir esta trilogia que simplesmente ADORO.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Férias Fuseta - Algarve



Viva,

Só para informar que vou estar ausente da net (que bom :D ) nas próximas duas semanas, destino Ilha da Fuseta no Algarve.

Votos de boas leituras para todos.