quarta-feira, 12 de abril de 2017

Poder e Vingança de Jon Skovron, 1º volume da trilogia Império das Tormentas



Sinopse 


UM PROCURA PODER. O OUTRO VINGANÇA.

Num império fraturado espalhado por mares selvagens, dois jovens de culturas diferentes encontram um objetivo em comum. Uma rapariga sem nome é a única sobrevivente quando a sua aldeia é massacrada por biomantes, servos místicos do imperador. Após receber o nome da sua aldeia devastada, Esperança Sombria é treinada pelo mestre Vinchen como uma guerreira e instrumento de vingança.


Nas ruas da cidade de Nova Laven, um rapaz torna-se órfão e é adotado por uma das criminosas mais afamadas do submundo. Recebe o nome de Ruivo e é treinado como ladrão e vigarista. Quando um acordo é feito entre criminosos e os biomantes para governar as ruelas de Nova Laven, os mundos de Esperança e Ruivo acabam por chocar e eles são forçados a uma aliança inevitável…

Opinião:

Não tenho dúvidas​ que este primeiro volume tinha tudo para que pudéssemos estar na presença de mais um inicio de livro de fantasia de qualidade, pois quer o enredo quer as personagens até foram bem desenvolvidas, a questão é que mesmo não sendo grande especialista, já li alguns livros deste género e quando olho por exemplo para Scott Lynch (há quanto a mim algumas semelhanças em pequenos pormenores, como o personagem Ruivo) a diferença de qualidade é gritante e tem muito a ver com a escrita, mas repito, até teve bastantes coisas que me agradaram.

Sendo normal num primeiro volume ser-nos apresentado o universo, as personagens, ainda assim tivemos muitos desenvolvimentos. O livro vai tornando-se mais intenso à medida que vamos avançando, sendo que o final acaba por ser bem conseguido, deixando um primeiro ciclo devidamente encerrado mas preparando desde já os livros seguintes. Fiquei com curiosidade de saber o que ai vem.

Não gostei foi da escrita, em primeiro lugar há um tipo de gíria muito própria de quem vive em Nova Laven que não acrescenta nada de novo e acaba por desconcentrar um pouco o leitor. Em vez de dar mais profundidade a certas personagens, o autor acaba por criar demasiados jogos "amorosos" entre os personagens principais, tornando-as um pouco infantis. Desta forma, alguns aspetos podiam ter sido melhor desenvolvidos pois acabaram por ser um pouco previsíveis, como por exemplo o cumprir de determinada "vingança" e por aqui fico até para não efetuar nenhum spoiler.


Um bom livro para quem goste de fantasia, embora não traga nada de original. Tem tudo para se tornar um nome forte, desde que melhore ali um ou outro aspeto, o que acredito que venha a acontecer.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

" Deus não mora em Havana" de Yasmina Khandra




Sinopse:
No momento em que o regime castrista perde o alento, «Don Fuego» continua a cantar nos cabarés de Havana. Outrora, a sua voz electrizava as multidões. Agora, os tempos mudaram e o rei da rumba tem de ceder o seu lugar. Entregue a si próprio, conhece Mayensi, uma jovem «ruiva e radiosa como uma chama», pela qual se apaixona perdidamente. Mas o mistério que cerca essa beldade fascinante ameaça o seu improvável idílio.

Cântico dedicado aos fabulosos destinos contrariados pela sorte, Deus não Mora em Havana é também uma viagem ao país de todos os paradoxos e de todos os sonhos.

Aliando a mestria e o fôlego de um Steinbeck contemporâneo, Yasmina Khadra conduz uma reflexão nostálgica sobre a juventude perdida, incessantemente contrabalançada pelo júbilo de cantar, de dançar e de acreditar em amanhãs felizes.


Opinião:

Mais um grande romance que Khadra me proporciona, um dos melhores que tenho lido e de todos os seus livros, sem dúvida que este prima pela sua qualidade. Raramente ficamos desapontados com a leitura deste escritor, gostei bastante.

Apresenta personagens interessantes, em especial «Don Fuego» cativante e bem desenvolvida, está escrito de uma forma muito própria, proporcionando uma leitura rápida, fluída e viciante e apresenta um enredo rico, bem pensado num pais já de si um verdadeiro mistério, Cuba.

Só posso recomendar, sinto que li um grande romance, que me proporcionou alternar e diversificar as minhas leituras, num universo muito real, repleto de crueldade mas ao mesmo tempo cativante.

Mais uma grande prova que a Editora Bizâncio publica livros de muita qualidade e que merecem ser lidos.

terça-feira, 28 de março de 2017

"Visão de Prata" 3º volume da serie Os Outros de Anne Bishop


Sinopse

Ninguém tem a capacidade de criar novos mundos como Anne Bishop, autora bestseller do The New York Times.


Os Outros libertaram os cassandra sangue como forma de os proteger, não se apercebendo que as suas ações teriam consequências desastrosas.
Agora os videntes encontram-se em grande perigo e são presa fácil daqueles que procuram controlar os seus poderes divinatórios. Desesperado por respostas, Simon Wolfgard, um metamorfo líder entre os Outros, não tem outra escolha senão recorrer à ajuda da profetisa Meg Corbyn.
Meg ainda se encontra imersa no seu vício pela euforia que sente quando realiza profecias. Está ciente de que cada golpe da sua faca é um passo mais próximo da morte. Mas os Outros, bem como os humanos, precisam de respostas, e as suas visões são a única esperança para pôr fim ao conflito…

Opinião:

Sem duvida que um livro de Anne Bishop é sempre um selo de qualidade, sabe criar universos, sabe construir personagens que nos deixam cativados e tem uma escrita que nos envolve, mas sinto que neste universo e ao fim do terceiro volume a escritora não avança muito no enredo, tornando os livros repetitivos. Já era hora de algo drástico acontecer, como a morte de uma personagem que nos é querida, um vilão mais "perigoso" ou uma personagem verdadeiramente má, que nos deixe sempre com um nervoso miúdo. Atenção que aqui também se mistura algo com o meu gosto pessoal e não com falta de qualidade da escritora, mas é o que sinto.

No fundo tudo se resume a Lakeside, local habitado pelos Outros e onde alguns humanos trabalham, sendo que se tenta criar laços de entendimento entre estas duas raças, algo que acaba por ser sempre colocado em causa. Depois temos Meg que é uma das personagens principais que prevê perigos avisando os Outros e tudo termina em bem. Não quero estar aqui a comentar muito mais mas esta é a base.

Agora que, chegando ao final do terceiro volume, sinto que aquilo que tanto desejo possa ocorrer nos livros seguintes, percebo que existe uma espécie de Outros que habitam as Terras Selvagens que tem muito potencial, mais até que a sempre misteriosa Tess, a Ceifeira. Espero que a protagonista "Meg" seja muito mais desenvolvida e acima de tudo que venhamos a ter mais violência, bem como a introdução de novas personagens que possam acrescentar mais valia.

Seja como for acabo sempre por ler os livros de forma rápida e ficando sempre na expetativa com o que vem a seguir, não tarda espero estar a ler o 4º volume.

terça-feira, 21 de março de 2017

"Terrarium" de João Barreiros e Luís Filipe Silva




Edição Comemorativa dos 20 anos de "Terrarium"

Sinopse:

BEM-VINDOS AO FUTURO E AO COLAPSO DE TODAS AS UTOPIAS POR NÓS SONHADAS.
Estamos a meio do novo milénio e a Fortaleza Europa acabou de vez. Bruxelas não é mais do que uma cratera radioactiva, as zonas costeiras foram alagadas pela subida das águas e a temperatura ambiente aqueceu até o clima ser quase tropical. Quem olhar para o alto, nos raros dias onde ainda se podem ver as estrelas, vai descobrir um anel gigantesco composto pelas carcaças das naves de exóticos migrantes.
Mas isso não é o pior. A verdade é que entre esses exóticos que nos vieram pedir guarida, existem criaturas ainda mais monstruosas que resolveram transformar o planeta num lugar de consumo: num TERRARIUM, a bem dizer…
Preparem-se para viver num mundo prestes a ser assimilado, para o bem ou para o mal, numa nova e efémera Utopia… Agora só nos resta resistir.



Opinião:


Que grande livro, já tive o prazer de ler grandes livros de FC, mas este foi uma surpresa tremenda, um livro repleto de qualidade, apresentando um enredo rico e com muita criatividade, personagens que nos cativam, complexas, bem desenvolvidas e que são sem duvida uma mais valia e uma escrita genial, seguramente que dificilmente se lerá um livro semelhante a este, uma leitura única.

Mesmo sendo um livro tão bom não é de leitura fácil, longe disso e seguramente que mesmo com uma segunda leitura dificilmente se conseguirá perceber na totalidade, mas não deixa de ser uma leitura que mesmo longa ao chegarmos ao final nos sentimos recompensados, pois sendo escrito em forma de contos, não deixam de estar ligados e no final tudo acaba por fazer sentido. Gostei de termos vários finais alternativos.

Não quero entrar muito em pormenores do livro, pode parecer um livro longo e extenso mas apresenta sempre muita ação não tornando a leitura descritiva, alias a criatividade do universo, os mistérios que estão envoltos quer em torno das personagens, de determinados artefactos, dos mundos onde a ação se passa, as tecnologias apresentadas bem características da FC, fará com que o leitor queira ler sempre mais e mais e fique sem duvida admirador destes dois excelentes escritores que neste livro se complementam muito bem (tenho o prazer de os conhecer pessoalmente).

Finalizo dando os parabéns à editora Saída de Emergência pela coragem e vontade de continuar a publicar este tipo de livro, acrescenta seguramente muita qualidade à coleção do qual sou seguidor há muitos anos, são estes livros que nos deixam felizes com o que acabamos de ler, o meu obrigado e que faça muito sucesso.

Um livro de leitura obrigatória, único.


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

"Deus não mora em Havana" - Yasmina Khadra (Divulgação)



Título: Deus Não Mora em Havana
Autor: Yasmina Khadra
Código de Barras: 9 789 725 305 867
Págs.: 256
Preço de tabela (sem IVA): Euros 15,09
Formato: 15,5cm x 23,5cm
Encadernação: Capa Mole cm Badanas

Sobre o livro:

No momento em que o regime castrista perde o alento, «Don Fuego» continua a cantar nos cabarés de Havana. Outrora, a sua voz electrizava as multidões. Agora, os tempos mudaram e o rei da rumba tem de ceder o seu lugar. Entregue a si próprio, conhece Mayensi, uma jovem «ruiva e radiosa como uma chama», pela qual se apaixona perdidamente. Mas o mistério que cerca essa beldade fascinante ameaça o seu improvável idílio.

Cântico dedicado aos fabulosos destinos contrariados pela sorte, Deus não Mora em Havana é também uma viagem ao país de todos os paradoxos e de todos os sonhos.

Aliando a mestria e o fôlego de um Steinbeck contemporâneo, Yasmina Khadra conduz uma reflexão nostálgica sobre a juventude perdida, incessantemente contrabalançada pelo júbilo de cantar, de dançar e de acreditar em amanhãs felizes.


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Terrarium de Luís Filipe Silva e João Barreiros - Divulgação



Edição Comemorativa dos 20 anos de "Terrarium"


Sinopse

BEM-VINDOS AO FUTURO E AO COLAPSO DE TODAS AS UTOPIAS POR NÓS SONHADAS.

Estamos a meio do novo milénio e a Fortaleza Europa acabou de vez. Bruxelas não é mais do que uma cratera radioactiva, as zonas costeiras foram alagadas pela subida das águas e a temperatura ambiente aqueceu até o clima ser quase tropical. Quem olhar para o alto, nos raros dias onde ainda se podem ver as estrelas, vai descobrir um anel gigantesco composto pelas carcaças das naves de exóticos migrantes.
Mas isso não é o pior. A verdade é que entre esses exóticos que nos vieram pedir guarida, existem criaturas ainda mais monstruosas que resolveram transformar o planeta num lugar de consumo: num TERRARIUM, a bem dizer…
Preparem-se para viver num mundo prestes a ser assimilado, para o bem ou para o mal, numa nova e efémera Utopia… Agora só nos resta resistir.


Minha atual leitura e para já a gostar muito, caso queiram podem ler um excerto do livro, aqui


quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Bando de Corvos - 2º Volume da serie "Os Outros" de Anne Bishop


Sinopse

Ninguém tem a capacidade de criar novos mundos como Anne Bishop, autora bestseller do The New York Times.


Nesta nova série somos transportados para um mundo habitado pelos Outros, seres sobrenaturais que dominam a Terra e cujas presas prediletas são os humanos.

Depois de conquistar a confiança dos Outros que habitam Lakeside, Meg Corbyn teve alguma dificuldade em perceber o que significa viver entre eles. Como humana, Meg deveria apenas ser tolerada como presa, mas os seus dons como cassandra sangue tornam-na algo mais.

A aparição de duas drogas aditivas foi a faísca que desencadeou a violência entre os humanos e os Outros, resultando em mortes para ambas as espécies nas cidades limítrofes. Quando Meg tem um sonho sobre sangue e penas negras na neve, Simon Wolfgard – o líder metamorfo de Lakeside – pergunta-se se a profetisa de sangue sonhou com o passado ou uma ameaça futura.

À medida que as profecias se revelam a Meg, cada vez mais intensas e dolorosas, as intrigas adensam-se em Lakeside. Agora, os Outros e o punhado de humanos que aí residem terão de reunir forças para parar o homem que se assume como o verdadeiro profeta de sangue – e extinguir o perigo que ameaça destruir todos os clãs.

Críticas

"Bando de Corvos não é só o melhor livro de fantasia urbana do ano, é provavelmente um dos melhores de sempre."
– All Things Urban Fantasy Opinião:

Opinião:


No primeiro volume, tivemos a oportunidade de conhecermos o Universo onde se passa esta serie, as personagens e tudo aquilo que o caracteriza, pelo que este volume acabou por não acrescentar muito de novo ao enredo, é verdade que alarga o universo para fora de Lakeside, conhecemos novas personagens e locais que poderão vir a ser importantes para o futuro da saga, mas continuo a achar que falta aqui algo para que isto melhore substancialmente.

Não deixo de dizer que a escritora sabe criar bons universos, personagens que nos cativam, mas também considero que Bishop falha nos "vilões" e no caso até retira de cena um que tinha um enorme potencial "Controlador". Por outro lado, não é capaz de "matar" as personagens que nos são mais queridas e isso por mais que nos custe poderia ser bom para a "história". Por último e dado o público alvo para que a saga foi escrita, parece-me falhar, por agora, na questão do romance, não que sinta falta, mas acredito que faria as delicias de muitos que estão a ler os livros desta serie.

Não quero por agora estar a adiantar muito mais, espero vir a ser surpreendido com personagens como "Tess" um verdadeiro mistério e que nos vai deixando cada vez mais intrigados à medida que a vamos conhecendo melhor, espero que a protagonista "Meg" seja muito mais desenvolvida e acima de tudo que venhamos a ter mais violência, com personagens mais marcantes a nível de vilões.

Ainda assim e depois de tudo o que disse acabei por ler o livro de forma rápida e fico desde já com muita curiosidade para saber que desenvolvimentos a trama vai seguir, espero ler em breve o terceiro volume.